Recorrer ao Tribunal Constitucional para apreciar a norma da redução das portagens nas ex-scut é um ataque do Governo ao interior, diz o presidente da Distrital da Guarda do PSD

O presidente da distrital do PSD já reagiu ao facto do Governo ter pedido uma fiscalização aos descontos nas portagens das ex-scut, nomeadamente na A23 e na A25. Recorde-se que o parlamento aprovou uma proposta do PSD que defendia o desconto de 50 por cento mas agora o executivo, liderado por António Costa, terá recorrido ao Tribunal Constitucional para apreciar a norma do Orçamento do Estado.

Para Carlos Condesso, líder da distrital da Guarda do PSD, esta atitude do Governo é um ataque ao interior do país. O social democrata diz que esta atitude do Governo é vergonhoso e que merece a reivindicação das pessoas e dos partidos políticos. Carlos Condesso também não poupa críticas à ministra da coesão territorial, Ana Abrunhosa, por ter dito que esta proposta que foi aprovada está ferida de legitimidade. O presidente da distrital da Guarda do PSD recorda que António Costa prometeu fazer descontos nas portagens e não fez.

A terminar, Carlos Condesso acredita que a proposta do PSD que defendia 50 por cento de descontos nas portagens, a partir de Julho, vai ser uma realidade e que o PS vai sair derrotado nesta questão.