Os vereadores do PS na Câmara da Guarda, entendem, que as reuniões do executivo que acontecem quinzenalmente devem voltar a ser presenciais

Recorde-se que nos últimos meses o executivo da câmara da Guarda tem reunindo através de videoconferência, sem que não haja acesso ao público ou mesmo da comunicação social. Agora a vereadora Cristina Correia entende que é altura das reuniões acontecerem presencialmente. A socialista solicitou também período da antes da ordem do dia, que as atas deste órgão executivo sejam disponibilizadas digitalmente logo que as mesmas sejam aprovadas.

Outro assunto levantado pelos socialistas foi a emissão do boletim do município, o qual, o classificam como propaganda. Cristina Correia lamenta ainda que esta revista não tenha sido impressa por uma empresa da Guarda.

Foto: Arquivo