Até Segunda-feira, o “Quarteto Contratempus” está no Teatro Municipal da Guarda

Até Segunda-feira, o Quarteto Contratempus está no Teatro Municipal da Guarda a desenvolver uma residência artística para a criação do seu novo espectáculo, a Ópera “Lugar-Comum”, que versará sobre a temática da violência contra a mulher.

Este colectivo, estabelecido na cidade do Porto, dedica-se à produção de ópera contemporânea, com especial enfoque na intervenção social.

A directora artística, Teresa Nunes, explica a realização desta Residência Artística na Guarda. O projecto teve início em 2019 a partir de uma parceria com a Santa Casa da Misericórdia do Porto, onde está a ser desenvolvido um trabalho paralelo com os públicos da ‘Santa Casa’ e que alimenta o processo criativo da ópera. A estreia desta ópera será no dia 25 de Novembro, no Teatro Municipal Rivoli no Porto.

O objectivo principal é que este espectáculo ajude na eliminação da violência contra a mulher. O Quarteto Contratempus começou com 4 elementos mas o número de pessoas foi aumentando. Na Guarda estão a trabalhar 15 elementos.