O presidente da câmara da Guarda, que esteve na assinatura do protocolo para instalar no CEI o primeiro Centro de Formação para a Economia Social do país, diz que este também foi o primeiro passo, para trazer para a Guarda o Centro Europeu de Competências para a Economia Social

Sérgio Costa refere este centro de competências dedicado à economia e inovação social é de extrema importância para a Guarda, afirmando já a região num contexto nacional e também europeu, disse Sérgio Costa. O autarca refere que será desde a Guarda que a qualificação das pessoas e das IPSS será cada vez mais uma realidade, contribuindo para a coesão dos territórios, também na área social. O Presidente da câmara da Guarda acredita que este projeto vai gerar economia e criação de postos de trabalho.  O Protocolo foi assinado pelo presidente da Camara da Guarda, Sérgio Costa, em representação do CEI, que deliberou por unanimidade a adesão do Centro a esta nova parceria.

A Guarda vai receber o primeiro centro competências dedicado à economia e inovação social. O protocolo que foi assinado ontem visa identificar as necessidades de formações específicas para o setor social e que inclui a criação de um centro de competências, que vai ser operacionalizador entre o IEFP, a cooperativa António Sérgio que representa o setor social e o Centro de Estudos Ibéricos na Guarda, onde irá ficar sediado.