José Relva foi eleito presidente da Assembleia Municipal da Guarda, impondo uma pesada derrota ao PSD

Ao contrário do que seria expetável os Social Democratas apresentaram uma lista encabeçada pelo deputado João Correia, número dois da lista que era liderada por Jorge Barreto Xavier. Em teoria o PSD tinha mais deputados no órgão,  isto porque elegeu pelas listas dos Social Democratas, mais de vinte presidentes de junta de freguesia. Quanto ao PS não apresentou qualquer lista à mesa. Já no sufrágio e em voto secreto, os deputados presentes (houve três que não tomaram posse) votaram maioritariamente na lista de José Relva (PG), tendo obtido 42 votos, contra 24 da lista encabeçada por João Correia do PSD. Houve ainda 16 votos em branco e 2 nulos. Foi uma importante uma vitória para os independentes do movimento “Pela Guarda” liderado por Sérgio Costa, deixando os Social Democratas incrédulos quanto ao resultado, assentando-lhes uma nova derrota, desta vez no órgão deliberativo do Municipio da Guarda.

Na hora da tomada de posse José Relva, o novo presidente da Assembleia Municipal da Guarda disse que vai ocupar o lugar, com a missão de servir a população da Guarda e com especial enfoque nos mais desprotegidos.

José Relva citou ainda o Papa Francisco e comprometeu-se a trabalhar no sentido de melhorar as condições de vida de todos munícipes e deixar um concelho mais próspero daqui a quatro anos.

José Relva é o novo presidente da Assembleia Municipal da Guarda, foi eleito na lista dos independentes e substitui no cargo Cidália Valbom, que ocupou o lugar nos últimos quatros anos.