As piscinas municipais exteriores da Guarda não vão abrir pelo segundo ano consecutivo

Se em 2020 a razão apontada foi pela pandemia, este ano a causa vai para a necessidade de fazer intervenções no equipamento municipal. O assunto foi abordado pela vereadora do PS, Cristina Correia na reunião do executivo que lamentou o facto, acrescentado que há crianças que estão a ser levadas para outras piscinas fora do concelho no âmbito das férias ativas promovidas pela autarquia. O motivo do encerramento prende-se com a necessidade de efetuar manutenção do equipamento municipal, a vereadora do PS lamenta que não se tenha aproveitado o período de pandemia, para efetuar essas intervenções.

O presidente da câmara da Guarda confirmou a necessidade de intervir nos tanques exteriores das piscinas municipais e referiu que todo o espaço vai ser reformulado. Carlos Chaves Monteiro diz que necessário tornar aquele espaço com mais atratividade, daí a necessidade de criar um projeto quase de raiz.