As eleições para a distrital do PSD foi um dos temas abordados no Ponto por Ponto desta semana

Um militante social-democrata chegou a escrever uma reclamação, onde defendia que o acto eleitoral deveria ser impugnado, uma vez que, dois dos elementos da única lista a sufrágio não tinham a situação normalizada. Segundo um email a que a Rádio F teve acesso, uma das militantes tinha menos de meio ano de filiação na distrital da Guarda e outro não tinha as cotas em dia.

O assunto foi abordado no Ponto Por Ponto.

O comentador, João Pedro Borges afirmou que o PSD da Guarda, vive numa aparente paz podre e que essa situação pode implodir a qualquer altura.

Já João Prata desvaloriza qualquer tipo de problema que possa ter havido, uma vez que já estará tudo resolvido e clarificado, e que a militante em causa, deverá tomar posse juntamente com a equipa de Carlos Peixoto.

O programa poderá ser ouvido na integra ainda esta quarta feira em reposição depois das 19h, ou também em radiof.gmpress.pt em formato podcast.

ponto por ponto