O Presidente do IPG apelou ao autarca da Guarda, para que em conjunto, sejam encontradas soluções para colmatar a falta de alojamento para estudantes

Este é um «desafio virtuoso», palavras de Joaquim Brigas, e foi lançado durante a sessão solene da abertura de mais um ano letivo no Politécnico. O presidente do IPG disse na primeira pessoa a Carlos Monteiro, que a falta de residências para os estudantes é o principal entrave no crescimento da instituição de ensino superior da Guarda. O autarca, Carlos Monteiro revelou durante o discurso da sessão solene, que a Câmara da Guarda, vai criar um fundo social municipal de imobiliário já no próximo ano. O objetivo é adquirir e reabilitar imóveis destinados principalmente para alojar os estudantes. (ouvir aqui)