O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses realizou ontem uma concentração junto ao hospital da Guarda, para reivindicar questões já antigas que afetam a classe

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) realizou ontem uma concentração junto ao hospital da Guarda. Em causa estão questões já antigas como a avaliação do desempenho, a discriminação entre enfermeiros, a não contabilização de pontos ou a incorrecta contabilização, a compensação pelo risco, a existência de enfermeiros especialistas fora da categoria e as muitas horas de trabalho, como referiu Alfredo Gomes, do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses.

Alfredo Gomes adianta que já deu conta destas preocupações à ARS Centro e ao Conselho de Administração da ULS.

O sindicalista sublinha que o Hospital da Guarda necessita de cerca de 50 novos enfermeiros.

Para já não está prevista uma greve ou novas formas de luta. Alfredo Gomes diz que esta manifestação serviu, mais uma vez, para alertar para problemas já antigos e que urge serem resolvidos, mas já está marcada uma reunião com a direcção nacional do sindicato.