Dar a Volta a Portugal a correr, em defesa dos direitos das crianças, é o objectivo de João Paulo Félix, que terminou mais uma etapa, desta vez na Guarda

Passavam poucos minutos das 3 da tarde de ontem quando o ultra-maratonista chegou à cidade mais alta depois de cumprir cerca de 55 quilómetros, desde o Alto da Torre, na Serra da Estrela.

Depois de percorrer as ruas do centro da cidade, João Paulo Félix chegou à Praça Velha onde o esperavam várias crianças, colectividades, pessoas anónimas e o executivo da Câmara da Guarda e técnicas da CPCJ. O atleta, natural de Salvaterra de Magos, já percorreu o Alentejo, Algarve e a zona Centro e espera terminar este sonho no próximo dia 23.

Em declarações à Rádio F, João Paulo Félix explicou as razões que o levaram a pensar em realizar este desafio. Fazer 2222 quilómetros em 40 dias, em defesa dos direitos das crianças, é o objectivo de João Paulo Félix que acrescenta que foi preciso muito treino antes de iniciar as corridas. A Câmara da Guarda associou-se a esta iniciativa. O presidente, Carlos Chaves Monteiro referiu que defender os direitos das crianças é uma causa de todos.

A etapa de hoje é entre a cidade mais acta e Almeida. Se tudo correr como previsto, o atleta termina este desafio, no dia 23, na Lourinhã.