A empresa Viúva Monteiro passou a ser a operadora dos Transportes Urbanos na Guarda, o presidente da Câmara diz que a sua principal preocupação é assegurar o serviço aos guardenses

A empresa Viúva Monteiro passou a ser a operadora dos Transportes Urbanos na Guarda. Pelo menos isso vai acontecer até 12 de setembro de acordo com o portal base.gov, num ajuste direto feito pelo pela autarquia da Guarda no valor de quase 65 mil euros. Recorde-se que no passado dia 23 de julho a autarquia lançou um “concurso público urgente” sendo a primeira classificada a TRN, que iria operar durante 4 meses por 135 mil euros. O presidente da câmara da Guarda confirmou à Rádio F, que a empresa em causa, a TRN, deu indicações que não tinha condições para operar no imediato, daí a necessidade de fazer um ajuste direto à Viúva Monteiro.

Carlos Chaves Monteiro reiterou que a TRN foi a vencedora do “concurso público urgente”, mas deu indicações à autarquia que não tinha capacidade para operar com urgência, daí a necessidade de fazer um outro processo, por ajuste direto, à empresa Viúva Monteiro, que tinha sida a segunda classificada no concurso lançado a 23 de julho.

O Presidente da câmara da Guarda diz que houve a necessidade destes procedimentos porque a Transdev exigiu mais dinheiro para continuar a operar os transportes urbanos  O autarca diz que a sua principal preocupação é assegurar os transportes urbanos na Guarda.

Carlos Chaves Monteiro entende era necessário esclarecer este processo depois da Rádio F ter noticiado na passada sexta feira que a autarquia tinha lançado um “concurso publico urgente” e adjudicado os transportes urbanos à TRN, que como se sabe, foi a vencedora desse procedimento concursal, mas invocou dificuldades em operacionalizar o serviço no imediato, tendo havido a necessidade de recorrer a um ajuste direto à Viúva Monteiro.