A ULS da Guarda, ainda não dispensou qualquer profissional de saúde que foi contratado para reforçar as equipas no combate à COVID-19

 Isto porque, diz João Barranca, presidente do conselho de Administração da Unidade Local de Saúde, estes profissionais que trabalham nas enfermarias Covid do Hospital da Guarda, continuam a ser necessários. O administrador Hospitalar diz que nos últimos meses houve contratações feias de profissionais de saúde quase diariamente, e para já, desconhece o número total daqueles que estão com contrato a termo certo. João Barranca adiantou ainda que já foram autorizados pedidos de férias dos profissionais de saúde do quadro da ULS da Guarda.