O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses reclama o pagamento do suplemento remuneratório para todos os enfermeiros especialistas da ULS da Guarda. O sindicalista Honorato Robalo refere que o decreto de lei, recentemente publicado, que prevê a compensação remuneratória é positivo, mas mostra-se desconte com o valor definido, que é de 150 euros. Honorato Robalo reclama que este suplemento remuneratório deve ser atribuído a todos os enfermeiros especialistas, reconhecidos como tal, pela ordem dos enfermeiros. O sindicalista diz que o conselho de administração da ULS da Guarda não atribuiu esta majoração de remuneração a 60 enfermeiros que prestam serviços na rede da Unidade Local de Saúde da Guarda.

O próximo passo para reivindicar este suplemento remuneratório não atribuído a estes enfermeiros, passa para já, por reclamações individuais por parte dos profissionais desta classe. Honorato Robalo também refere que o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses vai questionar o conselho de administração da ULS da Guarda à cerca deste assunto.

 

 

O website da Rádio F utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close