Sérgio Costa diz que a lista que encabeçou obteve uma «vitória clara e inequívoca», com maioria «mais que absoluta»

Sérgio Costa é o novo presidente da concelhia da Guarda do PSD. O candidato da lista G obteve 239 votos contra 145 de Júlio Santos, que liderava a lista A. Na urna entraram ainda 5 votos nulos. Também para a mesa, a lista G, que era liderada por Pedro Nobre venceu com 243 votos, enquanto que a lista A obteve 137 votos. Após conhecidos os resultados, Sérgio Costa referiu que quer mobilizar os militantes para dar sequência às vitórias nas autárquicas alcançadas pelo PSD em 2013 e 2017.

Sérgio Costa adiantou que vai manter uma relação institucional com Carlos Chaves Monteiro mas sublinhou que não gostou de ver o actual presidente da Câmara da Guarda associado à lista liderada pelo Júlio Santos.

Sobre o nome do próximo candidato à Câmara da Guarda, Sérgio Costa disse que ainda é muito cedo para se falar do assunto e que a escolha será sempre em consonância com as estruturas distritais e nacional.

A lista A acusava Sérgio Costa de estar a fazer um governo sombra à Câmara da Guarda. O actual vereador sem pelouros explicou que não se revê nessa situação e acrescentou que a lista que venceu vai trabalhar em prol da Guarda e com todos os militantes.

A terminar, o novo presidente da concelhia social democrata da Guarda destacou o envolvimento dos militantes no acto eleitoral.

Sérgio Costa é o novo presidente da concelhia da Guarda do PSD. O candidato da lista G obteve 239 votos contra 145 de Júlio Santos, que liderava a lista A. Na urna entraram ainda 5 votos nulos. Também para a mesa, a lista G, que era liderada por Pedro Nobre venceu com 243 votos, enquanto que a lista A obteve 137 votos.