Secretário de Estado da Economia reconheceu na Guarda, que as despesas com as portagens dificultam a vida às empresas

O Secretário de Estado da Economia disse, na Guarda, que compreende os custos acrescidos das empresas com a obrigatoriedade do pagamento de portagens, mas ressalvou que tem de haver um equilíbrio com os contratos de concessão.

João Correia Neves reconheceu que as despesas com as portagens dificulta a vida das empresas mas também disse que essa questão não está entregue à pasta da economia.