Pulseira eletrónica e proibição de se ausentar do país para um homem de 32 anos que foi detido pela GNR em Celorico da Beira, pelo crime de violência doméstica

Um Juiz decretou pulseira eletrónica e proibição de se ausentar do país a um homem de 32 anos que foi detido pela GNR em Celorico da Beira, pelo crime de violência doméstica. Foi no âmbito de uma investigação que os militares da Guarda apuraram que o suspeito exercia violência física e verbal sobre a companheira de 30 anos, tendo sido dado cumprimento a um mandado de detenção, como refere o Major Marco Pina da GNR da Guarda.

O individuo foi presente ao Tribunal Judicial de Celorico da Beira, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coação de termo de identidade e residência, proibição de se aproximar e contactar com a ofendida por qualquer meio controlado por pulseira eletrónica, e proibição de se ausentar do país.