Oposição na Câmara da Guarda diz que a “Feira Farta”, por si, não basta para o que deve ser um incentivo ao mundo rural

O vereador do PS na Câmara da Guarda diz que a Feira Farta, por si, não basta para o que deve ser um incentivo ao mundo rural. Eduardo Brito defende que a maioria tem de criar verdadeiras políticas para as freguesias e que a Feira Farta deve ser o culminar de um conjunto de incentivos. Já a vereadora Ana Cristina Correia considera que a Câmara da Guarda deveria incentivar os 420 produtores que estão na Feira a venderem os produtos no mercado de S. Miguel. (ouvir aqui)