O Centro Apostólico da Guarda contínua disponível para ser uma espécie de hospital de segunda linha para doentes COVID-19

O Centro Apostólico da Guarda está disponível para ser uma espécie de hospital de segunda linha para doentes que estejam a recuperar de Covid-19, que necessitem de estar hospitalizados e não tenham camas disponíveis.

A informação foi avançada pelo presidente do Município da Guarda. Carlos Chaves Monteiro referiu que o edifício está disponível e que a Câmara, a Segurança Social e a ULS têm trabalhado para que o Centro Apostólico possa estar disponível com respostas adequadas.

O presidente da Câmara da Guarda reforça a articulação que tem havido entre a Câmara, a Segurança Social e a ULS no sentido de haver vários serviços garantidos aos doentes.

Carlos Chaves Monteiro diz que o edifício tem 20 camas disponíveis, quartos com aquecimento e internet e está pronto para receber os doentes. O presidente da Câmara da Guarda sublinha que o Centro Apostólico só pode receber doentes que não tenham outras patologias associadas.