Nos dois últimos dias do mês de Março, a Transdev, deixou de vender passes e bilhetes para os transportes urbanos da Guarda, entretanto o presidente Câmara disse que a situação já foi ultrapassada

Foi um facto, que na passada 4ª e 5ª feira a empresa, que atualmente opera os transportes urbanos da cidade deixou de emitir os passes e bilhetes para o corrente mês. Uma situação que ter-se-á devido à dificuldade de um acordo para acomodar os prejuízos da empresa devido à perda de receita por causa da Pandemia. Em declarações à Rádio F, Carlos Chaves Monteiro diz que a autarquia apenas podia acomodar essa compensação financeira, se fosse devidamente fundamentada pela Transdev, algo que demorou algum tempo de acordo com o autarca. Entretanto a situação foi desbloqueada na passada 5ª feira à tarde, referiu o presidente da Câmara.

Carlos Chaves Monteiro diz que este problema não foi exclusivo da Guarda, houve situações semelhantes em outros municípios da Comunidade Intermunicipal Beiras e Serra da Estrela. O autarca da Guarda diz que a empresa, adotou uma atitude de pressão, mas Carlos Chaves Monteiro refere que a autarquia da Guarda cumpre o que está estabelecido no contrato de prestação de serviços que tem com a Transdev. Carlos Chaves Monteiro diz que a situação está ultrapassada e a Transdev continua agora a emitir os passes e bilhetes para os transportes urbanos da Guarda.