José Antunes, de 103 anos, foi o primeiro utente de um lar a ser vacinado contra a COVID-19 na Guarda

A primeira ERPI onde este processo se iniciou, foi no Lar da Santa Casa da Misericórdia da Guarda. José Antunes natural de Cavadoude, como mais de 100 anos, sempre bem-disposto e lúcido, foi o primeiro a ser vacinado e na hora da toma da vacina o utente ficou admirado por ser ali mesmo, no lar, que iria receber a vacina contra a Covid-19.

O processo começou no lar da cidade e estendeu-se às outras unidades geridas por esta instituição, como referiu o Mesário da Santa Casa da Misericórdia da Guarda, Álvaro Guerreiro. A luta contra esta doença ainda está longe de terminar, mas Álvaro Guerreiro salientou que este é o primeiro dia do fim, depois de todo o esforço que foi feito até agora.

A vacinação iniciou-se ontem nas Estruturas Residências para Idosos e em toda a área de abrangência desta ULS. O presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde da Guarda, João Barranca, disse que esta semana estão previstas serem administradas mais de 3 mil doses de vacina nos lares da região. João Barranca garante que há vacinas para todos os utentes dos lares da área de abrangência da ULS da Guarda.

Também o delegado de saúde da Guarda, José Valbom, que marcou presença neste primeiro dia de vacinação nos lares, explicou que onde haja surtos ativos a vacina vai ser administrada numa 2ª fase, mas o médico, referiu que nos lares onde num passado recente houve casos, ficam já integrados nesta primeira fase de vacinação nas ERPI.