Ficou em prisão preventiva, um homem detido pela GNR no concelho da Guarda por ser suspeito de exercer violência doméstica sobre a ex-mulher

Foi uma ação levada a cabo pelos militares da GNR, após cumprimento de um mandato de detenção. O suspeito de 52 anos é acusado de exercer violência física e psicológica, sobre a ex-esposa, também de 52 anos. O individuo, já com antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime, foi presente a tribunal, tendo-lhe sido decretado pelo Juiz, Prisão preventiva, como dá conta o capitão Tiago Fernandes, oficial de relações públicas da GNR da Guarda.