Foi celebrado o contrato de financiamento das obras da capela mortuária da Póvoa do Mileu

O secretário de estado das autarquias locais, Carlos Miguel, esteve na Guarda para presidir à cerimónia de assinatura do contrato de financiamento das obras de reconstrução e ampliação da capela mortuária da Póvoa do Mileu.

As obras já estão em andamento e contam com um investimento de 80 mil euros, sendo que o financiamento entre o Governo e a Câmara será de 50 por cento. Carlos Miguel referiu que estes contratos de parceria que são cada vez mais importantes entre o Governo, as autarquias e a comunidade em equipamentos públicos.

Neste programa, o orçamento para a recuperação de património religioso dispõe de uma verba de 700 mil euros por ano, mas existem quase 3 milhões de candidaturas. O secretário de estado das autarquias locais diz que é necessário fazer uma selecção de todos os projectos. Após a reconstrução e ampliação da capela mortuária da Póvoa do Mileu, fica a faltar a requalificação de todo o espaço envolvente. Questionado acerca do financiamento para essa parte do projecto, Carlos Miguel não garantiu qualquer verba.

Já o presidente da Câmara da Guarda diz que há essa intenção e que a requalificação daquele espaço será uma realidade. Falta fazer o projecto e encontrar financiamentos.

As obras de reconstrução e ampliação da casa mortuária da Póvoa do Mileu, junto à Capela, já estão em andamento, o presidente da Câmara da Guarda já garantiu que a requalificação do espaço envolvente também será uma realidade.