Câmara da Guarda aprova 340 mil euros para IPSS do concelho, para potenciar investimentos que podem chegar aos 11 M€ e criar até 210 posto de trabalho

A Câmara da Guarda vai investir 340 mil euros no apoio a 13 Instituições Particulares de Solidariedade Social do concelho para que possam ser feitas candidaturas ao Plano de Recuperação e Resiliência. As IPPS já estão sinalizadas e a Câmara aprovou vários projectos que vão permitir criar várias valências, que podem resultar no aumento dos postos de trabalho. O presidente da Câmara da Guarda, Sérgio Costa, diz que esta é uma medida quase inédita no país. No futuro e com as candidaturas a receberem verbas do PRR, podem ser criados 210 postos de trabalho num investimento que pode chegar aos 11 milhões de euros. Sérgio Costa assegurou que todos os projectos das IPSS foram aprovados no Município e que as candidaturas estão no PRR.  O autarca não coloca de lado que no futuro possam surgir mais projectos de outras IPSS e garante que a Câmara estará sempre disponível para facilitar os processos.