A vereadora do PS considera inaceitável qualquer tipo de insinuação sobre o real motivo que a levou a não estar presente na última reunião de câmara, nomeadamente as declarações do candidato Luís Couto pelo Partido Socialista à autarquia da Guarda

Cristina Correia não admite sequer qualquer tipo de alusão indireta sobre o motivo da sua ausência na última reunião de câmara, a não ser por motivos de saúde. A vereadora diz que tem informado os dirigentes locais do PS sobre o seu estado de saúde e não gostou de ouvir alegadas insinuações por parte de Louis Couto, algo que não admite, diz Cristina Correia.

Questionada sobre o sentido de voto no ponto da ordem de trabalhos que prevê a cedência do antigo matadouro a um grupo privado, Cristina Correia corrobora com o que foi dito pelo vereador Manuel Simões e diz que também votaria contra.