A Ministra da Coesão Territorial, juntamente com o Presidente da Câmara da Guarda, anunciou um investimento de 4 milhões de euros, para instalar na cidade o Arquivo Geral da Administração Central

Este serviço já havia sido referido na tomada de posse do atual presidente da câmara da Guarda, e na passada semana, vários membros do governo reuniram na autarquia para começar a dar andamento ao processo. No final do encontro, Ana Abrunhosa disse que este é um processo que vai ser feito de forma gradual num projeto que durará mais de 40 anos. O investimento inicial rondará os 4 milhões de euros. Em cima da mesa está a possibilidade de candidatar o investimento a fundos comunitários, até porque é necessário requalificar o edifício que acolherá este Arquivo.

Já o Presidente da câmara da Guarda, Sérgio Costa, destacou a importância da criação de postos de trabalho fruto deste investimento, que numa fase inicial será de 40. Quanto ao local para acolher este equipamento, falou-se da possibilidade de ser instalado nas antigas piscinas municipais, mas Sérgio Costa disse que há outros edifícios que também podem ser utilizados para este fim.