A GNR deteve em Pinhel, um homem por posse de engenhos explosivos e arma proibida

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Pinhel,  deteve um homem de 63 anos por posse de engenhos explosivos e arma proibida, em Pinhel. No decorrer de uma investigação por dano qualificado e posse de armas proibidas, que decorria há cerca de dois meses, os militares da Guarda deram cumprimento a oito mandados de busca, uma busca domiciliária, duas em anexos e cinco em veículos, que culminaram com a apreensão de diverso material, nomeadamente: Uma pistola de calibre 6,35mm; 97 munições de diversos calibres; Oitenta detonadores pirotécnicos; Um foguete pirotécnico; Treze bombetas de pirotecnia; Três detonadores elétricos; Dez sticks de gelamonite; 3,30 metros de cordão lento de cor verde; 7, 09 metros de cordão lento de cor rosa.

Face às caraterísticas do material explosivo, a ação contou com o reforço da equipa EOD (Explosive Ordnance Disposal) da GNR, que recolheu e transportou os artigos apreendidos.