A Câmara da Guarda está a fazer um apelo à população para que só se dirija presencialmente aos serviços em casos de urgência e que contacte o município via telefone ou e-mail

A medida, designada “Presente, à distância”, tem por objectivo evitar focos de contágio, como refere o presidente da autarquia, Carlos Chaves Monteiro, que acrescenta que o contacto físico deve ser evitado. Carlos Chaves Monteiro reforça que esta medida é preventiva e já foi tomada no passado.