A Câmara da Guarda assinou o auto de consignação da empreitada da ciclovia adjacente à VICEG

A Câmara da Guarda e o consórcio ASF, LDA & OPUALTE, LDA assinaram, esta semana, o Auto de Consignação da empreitada “Incremento do Modo Suave no Acesso ao Parque Industrial da Guarda – Projeto Piloto”.

Trata-se de uma Ciclovia que será construída junto ao espaço adjacente à VICEG e no troço viário definido por esta estrutura que liga a zona baixa da Estação ao Centro Urbano, passando por diversos equipamentos como o Parque Urbano do Rio Diz, a zona industrial, as Piscinas e diferentes zonas residenciais que passam a ter acesso a circulação pedonal.

O presidente da Câmara da Guarda, Carlos Chaves Monteiro explica que a esta ciclovia começa na zona da rotunda da Mão e termina na rotunda dos Bombeiros e que o objectivo é dar melhor qualidade de vida à população, através de um projecto que é amigo do ambiente. O autarca acrescenta que todos estes projectos promovem a diminuição das emissões de CO2.

Aliado a esta obra estão também outros projectos idênticos de ciclovias, entre a Avenida Afonso Costa e a Alameda e, no futuro, entre a Alameda do F, passando pela Avenida Monselhor Mendes do Carmo, até à rotunda que fica junto ao quartel dos Bombeiros da Guarda. A mobilidade para pessoas com dificuldade também está a ser pensada com a criação de circuitos eléctricos. Um dos possíveis circuitos eléctricos pode ser o tão falado funicular que, neste caso, iria ligar a zona da estação ao centro da cidade. Esta ideia já está a ser pensada.

A obra, no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, corresponderá a um investimento na ordem de 1,5 milhões de euros acrescidos de IVA e tem um prazo de execução de 480 dias a contar desde a assinatura.