A reabertura da linha da Beira Baixa é uma mais valia, mas é preciso mais rapidez na circulação dos comboios, diz o presidente da Câmara da Guarda

O presidente da Câmara da Guarda entende que a reabertura da Linha da Beira Baixa será uma mais valia para a cidade e para a região mas pede mais rapidez na circulação dos comboios.

Carlos Chaves Monteiro refere que a população tem agora um meio alternativo ao automóvel, com comodidade e segurança para se poder deslocar e as empresas também ficam a ganhar com a nova ligação entre a Guarda, Covilhã e Castelo Branco.

De qualquer forma, o autarca da Guarda refere que a rapidez do comboio pode fazer a diferença, uma vez que se torna mais apetecível. Se assim não for, Carlos Chaves Monteiro diz que o investimento fica prejudicado.