Uma suspeita de fuga de gás levou à evacuação da EB1 da Estação, na Guarda

O alerta foi dado pouco depois das 2 e meia da tarde e os alunos foram transferidos para o largo da Igreja, como medida de precaução.

Após a conclusão dos trabalhos, os bombeiros concluíram que o cheiro nauseabundo era proveniente da limpeza de umas fossas, que ficam perto do estabelecimento de ensino, como confirmou o chefe, Paulo Alves. Paulo Alves realça a rapidez com que a escola foi evacuada pelos professores. Um processo que aconteceu ainda antes da chegada dos bombeiros.

No local estiveram os Bombeiros da Guarda com 10 operacionais e 4 veículos, a viatura médica do INEM e a PSP, uma vez que a rua da Estação esteve cortada ao trânsito, enquanto decorriam as operações.

A Rádio F falou também com o coordenador da escola. Fausto Pires diz que o cheiro foi mais intenso depois das 14 horas e que como medida de precaução a escola foi evacuada.