Um grupo de jovens entre os 16 e os 22 anos são os principais suspeitos de serem os autores da vandalização do Photopoint, que está instalado na Praça Luís de Camões na Guarda

Em declarações à Rádio F, o Comissário Patrício Almeida, da PSP da Guarda referiu que a investigação apontou como possíveis autores deste crime um grupo de jovens que já estava referenciado pela PSP e a identificação teve como base testemunhas oculares. Dois deles vão ser constituídos arguidos. Para já são suspeitos do primeiro ato de vandalismo que foi alvo aquele equipamento, mas tudo aponta que também sejam também os autores dos sequentes atos que danificaram o Photopoint. O comissário não descarta a hipótese de virem a ser constituídos mais arguidos neste processo.

Este grupo de jovens, que integra alguns menores de idade, já estava referenciado pela PSP da Guarda. O graduado da Policia de Segurança Publica acredita que os atos de vandalismo terão acontecido durante as primeiras horas da madrugada.