Os técnicos da Câmara da Guarda já estarão a elaborar novos projectos para a construção de áreas complementares para os Passadiços do Mondego

O presidente do Município disse, recentemente, que todos os pareceres para esse tipo de construção foram negativos por parte do Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, da CCDR e da Águas de Lisboa e Vale do Tejo, uma vez que as obras programadas colidiam com as exigências legais do Parque Natural da Serra da Estrela.

Carlos Chaves Monteiro acrescenta que dizer-se que se deve avançar com as obras que estavam projectadas é falso.

Carlos Chaves Monteiro diz que não é possível executar obras complementares como parque de estacionamento ou balneários públicos e que é necessário encontrar soluções alternativas para que os pareceres das instituições sejam positivos.

Caso os pareceres continuem negativos, Carlos Chaves Monteiro diz que não é possível avançar para outras obras, mas acredita que os técnicos vão fazer um bom trabalho no encontrar de soluções alternativas.