O presidente da Câmara da Guarda desafiou o diretor executivo do grupo Randstad a investir em novas valências a partir da cidade mais alta

O presidente da Câmara da Guarda desafiou o director executivo do grupo Randstad a investir em novas valências a partir da cidade mais alta e disponibilizou-se a requalificar as antigas Oficinas da Câmara, para a instalação de um novo Call Center do grupo.

Recorde-se que o Município e a Randstad assinaram um protocolo de colaboração e contrato de arrendamento das actuais instalações da empresa, no Parque da Cidade.

Com este acordo, a multinacional compromete-se a dar continuidade à criação de cerca de 180 postos de trabalho, sendo que actualmente conta com perto de 100 funcionários, 50 por cento dos quais em regime de teletrabalho devido à situação pandémica.

Após a assinatura do protocolo, Carlos Chaves Monteiro, mostrou abertura para disponibilizar um espaço para um novo Call Center.

A requalificação das antigas Oficinas da Câmara, para a instalação de um novo Call Center do grupo, pode ser uma forte possibilidade. A empresa tem actualmente 100 funcionários e pode chegar aos 150. Carlos Chaves Monteiro diz que esta foi uma aposta ganha.

Já o director executivo da empresa, Pedro Empis reforçou que a formação tem sido contínua e que o objectivo é dar emprego a mais pessoas.

Pedro Empis também reconheceu que a empresa necessita de mais espaço e mostrou-se disponível para investir noutras valências.