Médicos internos e enfermeiros da ULS da Guarda foram de malas e bagagens para o Centro Comercial LaVie, para tratarem dos males dos bonecos de estimação das crianças ajudando-as a perder o medo das “batas brancas”

É uma incitativa que se repete e que começou a ser realizada pelos médicos da USF “A Ribeirinha”, onde outros profissionais de saúde se juntaram, como internos de Pediatria e Medicina Geral e Familiar e ainda enfermeiros e outros profissionais da ULS da Guarda. A “Clínica Estrelinha” tem recebido esta semana centenas de crianças da comunidade escolar da região, à procura de conselhos clínicos para os seus brinquedos favoritos. Uma forma de mitigar medos quando o assunto deixa de ser a brincar e é necessário cuidados médicos, disse Bárbara Oliveira, médica interna da USF “A Ribeirinha”. E nesta clínica têm sido diagnosticados as mais diversas mazelas nos bonecos que as crianças decidiram levar ao médico. E na prática, diz a médica, o objetivo da iniciativa está a ser cumprido.