GNR de Gouveia aprendeu cerca de 300 plantas de cannabis e 13 550 doses de droga apreendidas e fez 12 detenções

A GNR de Gouveia através  do Núcleo de Investigação Criminal deteve no dia 12 de julho, dez homens e duas mulheres, com idades compreendidas entre os 17 e 70 anos, por tráfico de estupefacientes em vários concelhos da Guarda.  A investigação culminou com a realização de 13 buscas domiciliárias e 11 não domiciliárias, nos concelhos de Seia, Oliveira do Hospital e Arganil, os quais permitiram apreender:

  • 292 plantas de cannabis;
  • 32 quilos de liamba (equivalente a 12 800 doses);
  • 410 doses de haxixe;
  • 340 doses de pólen de haxixe;
  • Dez estufas para cultivo de cannabis equipadas com sistemas de irrigação, iluminação/aquecimento e ventilação;
  • Dez balanças de precisão digitais;
  • Três caçadeiras calibre 12;
  • Uma pistola de alarme;
  • Várias munições, um carregador com munições da espingarda G3, um metro de cordão detonante;
  • Duas armas brancas;
  • Cinco viaturas ligeiras;
  • Cinco computadores portáteis, entre outros.

Na operação estiveram envolvidos 83 militares da Guarda Nacional Republicana pertencentes às diversas valências dos Comandos Territoriais da Guarda, Viseu, Castelo Branco e Coimbra.

Em declarações à Rádio F, o Capitão Batista, comandante do destacamento da GNR de Gouveia referiu, que a investigação começou em setembro de 2015 e culminou com as detenções e apreensões na noite do dia 12, e prolongaram-se pela madrugada do dia 13.

Os detidos já foram presentes às autoridades judiciais, tendo sido decretado a um dele a medida mais gravosa de prisão preventiva, aos restantes foram aplicadas as medidas de coação de apresentações periódica às autoridades e termo de identidade e residência.

As investigações ainda vão continuar, o processo encontra-se em segredo de justiça.

Foto: GNR

Foto: GNR