Ficou deserto o concurso para a concessão do Hotel de Turismo da Guarda, o prazo para a apresentação de propostas foi prorrogado por mais três meses

Ficou deserto o concurso para a concessão do Hotel de Turismo da Guarda, agora, foi decidido prorrogar o prazo para a apresentação de propostas por mais três meses. Terminou esta semana o concurso para a concessão deste edifício, que está nas mãos do estado e o certo é que não houve interessados, tendo sido prorrogado o mesmo concurso por mais três meses.

O Hotel Turismo da Guarda foi um dos 33 imóveis do lote inicial do programa REVIVE, numa iniciativa do governo que conta com a colaboração das autarquias locais e a coordenação do Turismo de Portugal, o objetivo é  recuperar e valorizar património público devoluto e reforçar a atratividade dos destinos regionais.