Álvaro Amaro e Júlio Sarmento começaram a ser julgados na Guarda sobre o chamado “caso das PPP”

Este caso envolve três municípios, Trancoso, Gouveia e Alcobaça, e para além dos ex autarcas, também os atuais presidentes de câmara de Gouveia e Alcobaça são arguidos neste processo. Em causa e segundo o Ministério Publico estão crimes de corrupção, prevaricação de titular de cargo político, branqueamento de capitais e participação económica em negócio, num alegado esquema de PPP´s que terá lesado os três municípios, entre 2007 e 2011. Neste processo são ainda arguidos mais três pessoas, entre elas, o empresário Fernando Gouveia da empresa MRG.