A GNR deteve um homem de 39 anos, pelo crime de incêndio florestal, no concelho de Trancoso

A ação decorreu fruto de um alerta de um incêndio e os militares da GNR apuraram que o foco teve origem devido a uma limpeza com uma moto-roçadora com fio nylon, em dia considerado de risco de incêndio “Muito Elevado”, tendo consumido cerca de 2,39 hectares de área florestal, como dá conta, Marco Marques, oficial de Relações Públicas do Comando da GNR da Guarda. O Tenente Coronel da GNR relembra ainda, que estão interditas queimadas e queima de sobrantes em período de risco de incêndio “Máximo” ou “Muito Elevado”, o que é o caso, nesta altura do ano.