A câmara da Guarda contratou por ajuste direto no valor de 4900 euros, Ângelo Videira, candidato derrotado à JSD distrital para elaborar candidaturas no âmbito do programa Erasmus

Questionado pela Rádio F, o Presidente da câmara da Guarda, confirmou este procedimento contratual, para a elaboração de candidaturas Erasmus e acrescenta que até foi em consonância com as autuais estruturas da JSD. O valor do ajuste simplificado ao militante da JSD foi de 4900 euros mais iva, e Carlos Chaves Monteiro justifica a contratação com o perfil indicado para os requisitos solicitados.  Carlos Chaves Monteiro diz também que houve a necessidade da autarquia pagar outros custos, nomeadamente viagens, alojamento e refeições. O Presidente da Câmara da Guarda diz que a autarquia não tinha recursos humanos disponíveis para a elaboração destas candidaturas. Carlos Chaves Monteiro deixa entender que Ângelo Videira pode vir a integrar um outro projeto do município, denominado “Loja da Europa”.

O valor deste procedimento contratual é de 4900 euros mais IVA e até ao momento o referido contrato não foi publicado no Portal BASE.

Nota da redação da Rádio F: No áudio da noticia, supracitado, é dito pelo editor «(…) em consonância com as autuais estruturas da JSD distrital», em vez de «(…) em consonância com as autuais estruturas da JSD concelhia». Desde já lamentamos o lapso.

Foto: Facebook