A Praça Velha na Guarda, vai ter entre Julho e Agosto mais espaços de restauração e bebidas

A Câmara da Guarda aprovou uma proposta de isenção de taxas de ocupação da área pública com esplanadas e respectivos equipamentos de apoio na Praça Luís de Camões, o que vai permitir que, pelo menos, quatro estabelecimentos comerciais da área da restauração, que estão sedeados nas imediações da praça, possam ocupar um espaço na zona central da cidade que não seja superior a 54 metros quadrados e que tenha até 6 mesas e 24 cadeiras. O presidente da Câmara da Guarda, Carlos Chaves Monteiro diz que esta medida vai estar em vigor entre Julho e Agosto e vai ajudar comerciantes que tiveram uma redução drástica das receitas por estarem em locais com pouca visibilidade e que agora poderão aumentar as receitas.

O autarca da Guarda diz que numa primeira fase são 4 os estabelecimentos que passam a estar localizados na Praça Luís de Camões, e que desenvolviam a actividade nas imediações, numa escolha assente em critérios relacionados com a redução drástica das receitas devido à pandemia.

Carlos Chaves Monteiro pondera alargar esta iniciativa a outras zonas da cidade que tenham 54 metros quadrados livres para albergar 24 cadeiras e 6 mesas.