Na apresentação, o atual chefe de gabinete do presidente da Câmara da Guarda reforçou que esta candidatura gera consenso e união dentro do partido e que o foco já está apontado nas próximas autárquicas.

Da lista fazem parte os autarcas Rui Ventura, de Pinhel e Carlos Ascensão, de Celorico da Beira, como vice-presidentes. A tesoureira é Fátima Paulos e Carlos Peixoto, atual presidente vai liderar a mesa da assembleia distrital onde também está Denise Fragona. Já o Conselho de Jurisdição vai ser presidido por Jacinto Dias e Daniela Capelo, vice-presidente da Câmara de Pinhel também irá fazer parte desse órgão, se a lista vencer as eleições. A Comissão Distrital de Auditoria Financeira foi entregue a António Peres de Almeida.

Na apresentação, Carlos Condesso referiu que esta é uma candidatura para unir o partido e que decidiu avançar porque foi também essa a vontade de muitos militantes do distrito.

Fazer uma política de proximidade com as estruturas do partido é um dos objetivos de Carlos Condesso. Preparar as eleições autárquicas de 2021 é um dos principais focos desta candidatura.

Para já esta é a única candidatura conhecida à distrital do PSD da Guarda. Carlos Condesso diz estar preparado se houver um outro candidato.

Quem também faz parte da lista é Rui Ventura, que também já foi candidato a esta estrutura social democrata e que agora surge como vice-presidente. O autarca de Pinhel explicou que não podia recusar o convite até porque também quer contribuir para a união dentro do partido.

O website da Rádio F utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close