ULS da Guarda reforçou as equipas de urgência para fazer face ao surto de gripe

Face ao elevado número de pessoas com gripe que têm ocorrido às urgências dos hospitais da Guarda e de Seia, a Unidade Local de Saúde ativou o Plano de contingência mais cedo, como explicou à Radio F, o diretor clínico, Gil Barreiros. O surto de gripe obrigou a um reforço das equipas na urgência, do número de camas e macas e pela primeira vez foram contratados médicos, para fazerem a triagem, de forma a dar uma dar uma resposta mais rápida aos doentes.

À semelhança de outras zonas do país, no distrito da Guarda, as pessoas com gripe, sobretudo idosos, tem entupido as urgências dos hospitais da Guarda e de Seia, como adiantou Gil Barreiros.

Só na passada segunda-feira, foram atendidas nas urgências do Hospital da Guarda 400 pessoas. Um número demasiado elevado, segundo o diretor Clínico.

Para evitar situações mais complicados, Gil Barreiros apela para que ao primeiro sintoma de gripe não recorram de imediato ao hospital, mas sim aos centros de saúde ou à linha de Saúde 24.