O Presidente da Câmara da Guarda lamenta não ter uma resposta conclusiva, em relação ao terminal ferroviário da Guarda

Recorde-se que por várias razões, a obra tem sido adiada. No final do ano passado, o Vice-Presidente da Infraestruturas de Portugal, Carlos Fernandes, referiu que a adjudicação para a exploração do terminal ferroviário iria ocorrer em breve, mas a Câmara ainda não recebeu qualquer tipo de resposta. No primeiro concurso para a exploração do terminal, aberto em Maio de 2017, a única proposta que tinha sido apresentada, submetida pela K-Log e Transfesa, foi considerada inválida. O Presidente do Município, Carlos Chaves Monteiro diz que estes atrasos estão a prejudicar uma empresa que se está a instalar na PLIE.

Numa grande entrevista à Rádio F, Carlos Chaves Monteiro falou também da necessidade de intervenção na Avenida de S. Miguel. A obra é da responsabilidade do Governo mas o Município está a elaborar o projecto. Já quanto à obra da chamada variante dos F`s, o autarca diz que a obra será executada pelo próximo executivo da Câmara da Guarda. Carlos Chaves Monteiro quer ter o projecto até ao final do mandato e, se possível, iniciar a obra. (ouvir aqui)