O comentador da Rádio F, Pedro Nobre considera que a democracia no órgão do executivo da Câmara da Guarda está, «um bocadinho congelada». Pedro Nobre lembra que desde que foram implementadas medidas de confinamento apenas aconteceu uma reunião do executivo camarário, e já lá vão quase dois meses. O comentador da Rádio F diz que não consegue entender a não realização de reuniões do executivo da Câmara da Guarda e exemplifica com aquilo que tem acontecido em outras autarquias do distrito, que mantiveram as reuniões quinzenais através de videoconferência. Pedro Nobre lembra que grande parte das decisões da autarquia, mesmo aquelas por vontade do presidente, devem ser ratificadas pelo executivo camarário.

(ouvir aqui)

O website da Rádio F utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close