Passadiços do Mondego vão ligar Videmonte à Barragem do Caldeirão numa extensão de 11 kms

Já foi apresentado o projeto para os futuros Passadiços do rio mondego, a apresentação decorreu durante a feira Ibérica de turismo. O projeto deverá estar concluído até ao final deste ano, num investimento que pode chegar aos 2 milhões de Euros, e deverá ser inaugurado, na totalidade, ou parcialmente em 2020, dependendo dos apoios comunitários. Álvaro Amaro salientou precisamente a necessidade de encontrar financiamento por parte de fundos comunitários, garantindo no entanto, que os passadiços serão uma realidade em 2020.

O presidente da câmara da Guarda refere, que este é um projeto grandioso, até pela extensão do percurso e pelo investimento, que pode chegar aos 2 milhões de euros.

O autarca da Guarda refere que projeto deverá estar concluído até ao final deste ano, depois vem a parte do financiamento e a aprovação do tribunal de contas. A partir dessa altura devem começar negociações para as expropriações bem como as obras no terreno.

Álvaro Amaro alerta já, que este é um projeto da Guarda em torno do rio Mondego, e deixa em jeito de aviso que tecnicamente não será possível servir, quer à Freguesia A ou a Freguesia B por igual.

O projeto dos passadiços do Mondego contempla 11 Kms de extensão, começa em Videmonte e prologa-se até à barragem do Caldeirão na Freguesia de Maçainhas, a infraestrutura deverá ainda contar com 3 pontes suspensas, com adiantou Fernando Domingos, da empresa responsável pela elaboração do projeto.

Os passadiços do Mondego deverão ser uma realidade em 2020, o investimento poderá chegar aos 2 milhões euros, e conta com um percurso de 11 km’s, desde Videmonte até à barragem do Caldeirão.