Os comentadores da F, Armando Reis e Manuel Fonseca, defendem um debate publico com os candidatos à Federação do PS

A recusa de um debate público, neste caso nas rádios da cidade, por parte de António Saraiva, candidato à liderança da Federação da Distrital do PS, motivou a reação de Armando Reis, deputado na assembleia municipal da Guarda e ex-presidente da federação, mas também de Manuel Fonseca, Presidente da Câmara de Fornos de Algodres eleito pelo Partido Socialista. Os comentadores da F, abordaram o assunto nos programas desta semana, e ambos criticaram a posição de António Saraiva.

No programa “Contraponto”, Manuel Fonseca, defendeu mais debate público para discutir as ideias dos novos atos eleitorais que se avizinham. O presidente do Município de Fornos de Algodres, diz que era importante que António Saraiva e Eduardo Brito estivessem num frente-a-frente.

Também Armando Reis partilha da mesma opinião de Manuel Fonseca. O comentador do “Radiograma” e ex-presidente da Federação Distrital do PS, diz que é suspeito o facto de António Saraiva não aceitar o convite da Comunicação Social, lamentado a resposta do candidato.

Armando Reis e de Manuel Fonseca, ambos comentadores da Rádio F, falaram esta semana sobre a declinação do convite de António Saraiva à comunicação social, para um debate com os dois candidatos à liderança da Federação do PS do distrito.

A Rádio F, decidiu promover um debate com os dois candidatos, mas apenas Eduardo Brito, aceitou. O frente-a-frente estava marcado para a próxima segunda-feira em direto a partir das 17 horas, mas tendo em conta que António Saraiva recusou, apenas Eduardo Brito irá estar em estúdio para uma entrevista.