Oposição na Câmara da Guarda não tem nada contra a realização do Simpósio Internacional de Artes, mas refere que a Guarda tem outras prioridades, dando o exemplo da requalificação de várias ruas da cidade

Os vereadores do PS na Câmara da Guarda têm dúvidas em relação ao orçamento do Simpósio Internacional de Artes que vai decorrer na cidade a partir de domingo, com a presença de cerca de uma centena de artistas plásticos de vários países. O investimento é de 20 mil euros. Um valor que Joaquim Carreira considera baixo, tendo em conta a dimensão do evento.

Apesar das dúvidas manifestadas na última reunião do executivo, o vereador socialista sublinhou que não se mostra contra a realização do simpósio, contudo entende que existem outras prioridades e dá o exemplo da requalificação de várias ruas que se encontram em miserável estado, adianta Joaquim Carreira.

Já o Presidente da Câmara, considera que o Simpósio Internacional de Artes vai ser um evento culturalmente rico, mas admite que não irá abranger todos os públicos. Álvaro Amaro considera que as expetativas são as melhores.

O Presidente da Câmara fez questão de frisar que, ao contrário do que tem ouvido, os artistas plásticos da cidade também foram convidados para participarem no simpósio. Álvaro Amaro considera que só desta forma é que se fortalece a cultura, na Guarda.