Recorde-se que desde o início da pandemia e já lá vão 3 meses, aconteceram duas reuniões do executivo da câmara da Guarda através de videoconferência. O vereador social democrata lamenta o fato da periodicidade e refere exemplos que têm acontecido nas autarquias do distrito através do recurso às novas tecnologias. Sérgio Costa refere que a legislação que saiu no âmbito na pandemia, não proíbe a realização das reuniões, desde que estejam asseguradas todas as normas de emanadas pela DSG. O vereador diz mesmo, que sob o ponto de vista politico, não há razão para que o executivo não reúna quinzenalmente.

O vereador diz mesmo que o Câmara tem locais para a realização presencial das reuniões e sugere a Sala Almeida Santos, onde tem estado o presidente da autarquia juntamente com o seu staff durante as reuniões via internet.

Sérgio Costa quer acreditar que a democracia Municipio da Guarda não está suspensa, mas o vereador diz que é preciso retomar o debate politico no executivo, para tal é preciso retomar a periodicidade normal das reuniões de câmara.

O website da Rádio F utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close