O Presidente da Seção Regional do Centro da Ordem dos Médicos referiu, que o trabalho dos profissionais de saúde da ULS da Guarda, no combate à COVID-19 foi «absolutamente extraordinário»

O Presidente da Seção Regional do Centro da Ordem dos Médicos esteve na Guarda e referiu que a estratégia de combate à COVID-19 no Hospital Sousa Martins foi bem definida. Carlos Cortes está a fazer um périplo por Hospitais do Centro, e na Guarda, para além dos circuitos definidos para áreas COVID e não COVID, o Presidente da Seção Regional do Centro da Ordem dos Médicos disse que o trabalho dos profissionais foi «absolutamente extraordinário».

Carlos Cortes disse que o Hospital da Guarda acabou por beneficiar na definição de áreas, por ter uma estrutura física com vários edifícios, o que antes da pandemia causava dificuldades à prestação de cuidados de saúde. No encontro que Carlos Cortes teve com o Conselho de Administração da ULS da Guarda, foi-lhe dito, que está já a ser posto em prática um plano para uma retoma assistencial médica com garantias de segurança para os doentes.

Já José Manuel Rodrigues, Presidente do Conselho sub-regional da Guarda da ordem dos médicos, disse que começam agora a ser dados os primeiros passos para uma retoma regular dos vários serviços do Hospital da Guarda. Questionado sobre o número de médicos que ficaram infetados pelo novo Coronavírus na ULS da Guarda, José Manuel Rodrigues, confirmou um caso registado no serviço de medicina interna, que entretanto já recuperou e está de volta ao serviço.

(ouvir aqui)