O presidente da Câmara da Guarda admite constrangimentos por causa das obras em frente à Escola Afonso de Albuquerque e aconselha que os alunos sejam deixados um pouco mais longe da escola

O presidente da Câmara da Guarda admite que as obras que estão a decorrer junto da Escola Secundária Afonso de Albuquerque possam criar constrangimentos aos automobilistas, nomeadamente aos pais que levam os filhos para o estabelecimento de ensino. Contudo, o autarca garante que foram estudadas soluções alternativas. Carlos Chaves Monteiro aconselha os encarregados de educação a deixarem os educandos um pouco mais longe da escola, numa zona onde não estejam a decorrer as obras, por forma, a evitarem grandes filas de trânsito. O autarca reforça que as grandes filas de trânsito em horas de ponta, na hora de almoço, devem ser evitadas.

Carlos Chaves Monteiro diz que os técnicos da Câmara em colaboração com a Escola estudaram as melhores soluções, entre as quais a abertura de outras portas de acesso ao estabelecimento de ensino.